https://sodecristo.org.br/hejme/wp-content/uploads/2019/08/msg_emmanuel_novo_site-300x201.jpgA mensagem espírita, que Emmanuel trouxe para nós encarnados; o certificado de natureza divina do Esperanto, nos orienta a darmos os passos na direção certa, pois o caminho que ele nos traça, se analisarmos melhor, não foge aos padrões das mensagens provindas do Alto em nome de Jesus: aconselha, mas deixa ao longo do texto, as orientações de que precisamos para chegarmos a um bem comum.

“Objetivando o vindouro milênio” nosso Irmão mensageiro, com conhecimento, revela-nos o tempo que precisaríamos para o amadurecimento do real valor da língua e das ideias, assegurando o seu assentamento de uma forma estável na Sociedade Espírita, e demais Entidades Religiosas, para o exercício humanitário no mundo.

“As Seitas e as religiões”, os melhores meios de introduzir o Esperanto em seu seio e, realizar o inter-relacionamento a níveis internacionais de forma abrangente e convincente pela humildade e fé, convencidas de que, a língua é de ordem divina, o suficiente para outras Sociedades, comprovado a funcionalidade da língua, adotarem para os seus relacionamentos.

“Malgrado a diversidade dos processos com que exprimem os pensamentos”, nos deixa, nosso Irmão, entrever a dificuldade ou, quase impossibilidade de que, sociedades filosóficas, científicas e outras, preocupadas com seu statu quo, acauteladas às ideias novas e singelas, a adotarem a língua por uma decisão espontânea. Diversos departamentos no mundo têm atividades usando o Esperanto, mantidos e sustentados caracteristicamente pelos esperantistas do movimento mundial, contudo, excluindo, o Esperantista ali, o Esperanto cala! Empresa alguma move este recurso pela própria força que administra e executa suas atividades interna, de alcance internacional.

Revelado o caminho e, com certeza o mais viável, de tal caráter, pois este é o que “tende para o maravilhoso plano da unidade essencial”; Emmanuel indica-nos a fazermos o mesmo, classificando-o de “esforço sábio da natureza divina” e, a marcharmos para a síntese da expressão.

Hoje, a Europa, caminho incrivelmente acertado pela espiritualidade, continente repleto de comunidades de menor poder de atuação no contesto político e econômico, afirma ser o Esperanto criado para o seu território, e tem uma boa aceitação em sua Sociedade. Grande número de estudantes de todos esses países, preferem estudar a língua da Paz, pela aprendizagem rápida, na intenção de ter boa pontuação nos exames rigorosos, padronizados em todo território Europeu – Komuna Eŭropa Referenckadro (KER)¹, com o único sentido de ter uma melhor pontuação, garantindo seus créditos em um curto período, na grade curricular, em suas Universidades; inúmeras entidades governamentais ou particulares, aceitam como pontuação favorável ao emprego ofertado, profissionais graduados ou não, que tenham bom nível, oficialmente comprovada.

Essa língua não se esquece, atividades filantrópicas, de caráter religioso, doutrinário, socorrista, etc, que utilizar a língua da humanidade, encontrarão recursos nessas localidades hospitaleiras, em ações expansivas, cujos relacionamentos serão dos mais fraternos; compreensão mútua, pelo uso comum da língua da amizade. Espíritos que fizeram, no invisível, suas programações para as tarefas de expansão do Evangelho de Jesus, despertarão facilmente ante empreendimentos de natureza altruísta em suas terras. A providência Divina chega bem antes!

Nós, companheiros de Ismael Gomes Braga, precisamos direcionar nossos sentidos para a efetivação do Esperanto na Sociedade Espírita, cuja tarefa foi nos deferida pelas forças Espirituais, fazendo eco aos seus anseios como de tantos outros Espíritas: Léon Denis, J. Camille Chaigneau, Leopoldo Cirne, Camilo Castelo Branco (Espírito).

Para os que buscam meios de contribuir e auxiliar na evolução humana em nossas sociedades religiosas que amamos, no sentido de alcançar a Humanidade, divulgando e exemplificando o Evangelho de Jesus, com o Espírito de fraternidade, o Mensageiro do Cristo, Emmanuel, pela via oficial e sagrada da mediunidade de nosso Irmão Chico Xavier, concita-nos a sermos, nós, os vanguardistas a efetivar o uso da Língua da união em nossa Confraria.

“Núcleos de organização espiritual”, prontos ao apoio e assistência às entidades terrenas, interessadas ao assentamento da língua facilitadora ao convívio social entre as nações, a alcançar a Paz proferida pelo Cristo, esperam de nós, colocarmos o assunto Esperanto na pauta do tempo, para consolidá-lo na alma de todos nossos irmãos sobre a Terra.

“…havendo conquistado a expressão universal do pensamento, vos desejamos o mesmo bem espiritual…” O amigo nos revela a chave para abertura de nossas mentes, a aprimorarmos a comunicação pelo pensamento que se efetivará, através da disciplina exercida no aprendizado e na vivência da língua, a sintonia mental do amor, deste bem precioso ofertado pelo Alto. Paradigma da comunicação dos Espíritos no Lar Celestial.

Aprendamos a lição!

¹ – Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas: aprendizagem, ensino, avaliação visa de forma transparente e coerente apoiar os aprendizes de línguas,  os utilizadores de línguas e os professores na definição e consecução dos seus objetivos.