razao coracao

artigo-1

artigo-2

artigo-3

artigo-4

artigo-5

 

Nota do Tradutor: Guillon Ribeiro

 

Duas Palavra

 

De nenhum modo pretendemos realçar aqui, em duas palavras, o valor e a importância verdadeiramente extraordinária desta obra incomparável, única até hoje no mundo, onde, dia a dia, à medida que for sendo calmamente estudada e meditada, avultarão a sua grandiosidade e a sua profundeza. Para o fazermos, talvez nada menos de um volume houvéramos de escrever, quando nos não faltasse capacidade.

 

Nela se encerra toda uma revelação de verdades divinas que ainda em nenhuma outra fora dado ao homem entrever. Ela nos põe sob as vistas, banhados numa claridade intensíssima, que por vezes ainda nos ofusca os olhos tão pouco acostumado à luminosidade das coisas espirituais, esse código de sabedoria infinita que se há de tornar o código único dos homens – os Evangelhos de Jesus. Tando basta para que a sua preciosidade assinalada fique.

 

Outro é o nosso: explicar certas inovações a que nos abalançamos nesta tradução. Assim começaremos por dar a razão de ser dos pequenos resumos que se vêm às margens das páginas e que não se encontram no original. Tão vários quão relevantes são os assuntos, os problemas, as questões que, no curso das explicações evangélicas, os Espíritos que ditaram a obra, consideraram e explanaram, que nos pareceu da maior conveniência a elaboração desses resumos, a fim de fazer ressaltar outro caráter que ela não pode deixar de ser.

 

Efetivamente, além de ser obra de estudo e meditação metódica dos Evangelhos, ”Revelação da Revelação” será sempre também indispensável obra de consulta, não só para os que já lhe hajam perlustrado as páginas, como ainda para os que, sem o terem feito, busquem de momento elucidar qualquer das grandes questões que o Espiritismo veio pôr em foco. Os resumos a que nos referimos, permitindo a organização de um índice remissivo das matérias tratadas, tornariam possível a realização daquele objetivo. Compusemo-los, então, e organizamos o índice, que somos o primeiro a reconhecer deficiente, falho, imperfeito, mas que, todavia, já auxiliará muitíssimo a procura dos principais assuntos ventilados, o que, sem ele, apresentava extrema dificuldade, quando não completa impossibilidade.

 

Ainda outra explicação. A obra do Sr. Roustaing, no original francês, se acha dividida em três volumes apenas, constituído o terceiro pela parte final dos Evangelhos de Mateus , Marcos e Lucas, todo o de João e os dez mandamentos de Moisés. Como não houvéssemos encontrado boa razão explicativa dessa maneira de dividir a matéria tratada, de melhor aviso se nos afigurou a sua divisão em quatro volumes, que ficariam sensivelmente iguais em tamanho, o que não é consideração despicienda, atenta a estética da obra toda, repartindo pelos três primeiros os Evangelhos sinóticos e reservando o último para o de João, com o acréscimo da explicação do mandamentos, na parte final.

 

-–- x x x ---

 

Instado para nos incumbirmos desta tradução, trabalho que bem sabíamos superior às nossas forças e capacidade, buscamos coragem para empreendê-lo, colocando-nos à sombra deste conceito profundamente verdadeiro de um notável escritor francês.

 

“Se, refletindo no excesso do esforço diante das coisas difíceis, aguardássemos, na imobilidade do orgulho, que fôssemos elevados à altura do que desejamos tentar, nada nunca empreenderíamos. Cumpre nos abalancemos à obra naturalmente, com todo o ardor de que sejamos capazes e com a probidade da boa vontade máxima”.

 

Ainda assim, porém, tomando sobre os ombros este trabalho, fizemo-lo unicamente fiado na misericórdia de Jesus e na assistência, sempre eficaz, dos altos Espíritos seus mensageiros de paz e de luz e obedecendo ao princípio de que não nos é lícito escusar-nos de trabalhar na Seara do Senhor, por considerarmos pesada em demasia a tarefa que se nos queira confiar.

 

Se, apesar dessa assistência e dessa misericórdia, ficamos muito aquém do encargo recebido, como é nossa convicção, que nos perdoem os que lerem esta tradução da obra imorredoura dos “Quatro Evangelhos explicados em espírito e verdade”, certos de que lhe consagramos o melhor dos nossos cuidados e a executamos com o mais ardente desejo de bem servir à causa santa do Espiritismo, sol que se acende em todos os pontos do globo e em todas as regiões do espaço que o envolve, a fim de tornar definitivamente limpa de sombras a estrada evangélica, por onde o imenso rebanho do Pastor Divino será por ele conduzido ao seu aprisco.

 

GUILLON RIBEIRO - O TRADUTOR.

Contador

  • Ver quantos acessos teve os artigos : 270707

Quem está Online

Temos 30 visitantes e Nenhum membro online

CONCORDÂNCA UNIVERSAL - CRBBM

TV MUNDIAL DO ESPIRITISMO

Um trabalho grandioso na divulgação de Os Quatro Evangelhos de J-B. Roustaing em vídeos pela equipe dedicada patrocinado por CRBBM